Infoprodutos: 6 ações de marketing digital para você vender mais

Infoprodutos: 6 ações de marketing digital para você vender mais

Os infoprodutos estão com tudo no mundo digital.

Isso porque qualquer pessoa com conhecimento sobre algum assunto pode gerar conteúdo em vários formatos (vídeos, arquivos, e-books, áudio, etc.) e vender esse conhecimento na internet.

É uma forma de vender um produto não tangível mas de grande valor e, ainda melhor: sem barreira de entrada!

Não há necessidade de grandes investimentos ou diplomas universitários para começar um negócio assim.

Você pode pensar que talvez não seja possível vender mais em um mercado que tem se tornado cada vez mais competitivo e com tanta coisa disponível de forma gratuita na internet.

Mas a realidade é que muita gente não tem tempo para pesquisar vários sites em busca de uma informação relevante.

Muitos gostariam de informação mastigada, didática, leve, certeira e totalmente organizada, que resolva um problema através de uma solução eficaz.

Tais pessoas possuem a predisposição de pagar por isso. Ou seja, é um grande mercado! Vale muito a pena investir seu tempo nessa forma de empreender.

E o marketing digital é muito amplo, pois permite que um empreendedor possa avaliar o mercado e adequar seus produtos e serviços aos novos comportamentos dos consumidores, através de conexão e relacionamento.

Portanto, se você é produtor ou afiliado de infoprodutos e deseja vender mais, siga nesse artigo que servirá de guia com as 6 melhores práticas de marketing digital para ampliar consideravelmente as suas vendas.

[1] Definir seu posicionamento digital para lançar infoprodutos

como vender infoprodutos

O que você vende? Qual o seu nível de conhecimento sobre o assunto?

Em cima dessas respostas, avalie para quem você pode oferecer conhecimento sobre este assunto. Pense em como seria um cliente ideal. Então, avalie:

  • Esse infoproduto é para qual tipo de pessoa?
  • O seu cliente tem qual aparência, idade, sexo, interesses, emprego e salário?
  • Onde estão essas pessoas?
  • Qual o problema que essas pessoas possuem e que o seu infoproduto resolve?
  • Qual necessidade essas pessoas possuem e como seu infoproduto ajuda elas?

Respondendo a essas questões, fica muito mais fácil definir o que o seu infoproduto faz pelas pessoas e como é a melhor forma de divulgá-lo para alcançar o público definido.

E o posicionamento é exatamente isso! Como você vai apresentar a sua marca, o seu negócio e o seu infoproduto para o mercado, dentro do universo digital.

Como você quer ser reconhecido por essas pessoas no mercado?

Se quer que o seu negócio e você sejam percebidos como solução para um problema de muita gente, seu posicionamento no mundo digital (em sites, blogs, grupos em redes sociais, nas suas próprias redes sociais, no whatsapp, etc.) deve ser de constante apoio e geração de valor para o seu público.

Por exemplo, se você se posiciona como um infoprodutor de assuntos relacionados a comida saudável, apresentando os benefícios dessa alimentação para o meio ambiente e para a sua saúde, e, começa a agir ou apresentar um estilo de vida totalmente contra o que ensina, poderá perder facilmente a credibilidade e a confiança do público.

Da mesma forma, se começa a variar demais seu posicionamento, pode gerar confusão ou dúvida na cabeça das pessoas se aquele infoproduto é para elas ou para outro público.

Quanto maior a clareza na sua comunicação de posicionamento, mais interessados aparecerão.

[2] Realizar pesquisas para aprimorar as vendas de seus infoprodutos

As pesquisas de marketing são indispensáveis para ajudar a posicionar o seu negócio como uma referência no mercado digital.

Entender e ouvir possíveis clientes, coletando suas percepções sobre os produtos, seus interesses sobre os concorrentes e suas dificuldades traz muitos insights para aprimorar seus infoprodutos.

Inclusive, isso pode te ajudar a criar novos infoprodutos, com o diferencial e a resolução de problemas que as pessoas esperam e ainda não encontraram no mercado.

E a forma mais fácil e rápida de conseguir coletar tais informações é através de pesquisas, independente se o seu infoproduto é de relacionamento B2B ou B2C, existe sempre uma pessoa com quem você pode conversar e obter respostas.

Para fazer uma pesquisa consistente, é fundamental ter em mente uma hipótese que vai ser testada.

Por exemplo: “muitas pessoas gostariam de aprender a costurar”. Essa é uma hipótese apenas. E quem são essas pessoas que você acredita que “gostariam de aprender a costurar”?

Saber quem vai responder à pesquisa é essencial, pois de nada adianta ter excelentes perguntas, mas obter respostas de pessoas erradas.

Conforme a primeira dica, tendo clareza do seu público, você saberá exatamente os locais mais frequentados por eles para se aproximar.

Defina claramente o objetivo da pesquisa e as hipóteses que devem ser validadas, bem como a quantidade de respostas necessárias para que você comece a observar um padrão de comportamento e interesse.

Não existe uma quantidade ideal, mas certamente, quanto mais afunilada estiver a sua definição de público, menos pessoas serão necessárias.

Públicos amplos precisam de muito mais amostras para gerarem um resultado mais consistente.

Para obter o máximo de respostas, avalie o que você pode oferecer em troca para aqueles que contribuírem com a sua pesquisa, já que estarão doando parte dos ativos mais importantes do mundo: tempo e atenção. Sempre é válido oferecer um agrado para quem responder.

Construa um questionário interessante para seus objetivos e realize a pesquisa.

Evite pesquisas com formulários por e-mail, pois nas entrevistas presenciais ou por vídeo é que são coletados mais insights. Faça perguntas abertas, para avaliar a dificuldade em responder cada item, ampliando as possibilidades de respostas.

De posse dos dados coletados, observe os padrões gerados e adeque ou crie seu infoproduto conforme esses padrões.

Os resultados gerados também poderão servir para aprimorar o conteúdo do seu infoproduto ou da divulgação dele através do marketing de conteúdo.

Você e seu público só têm a ganhar!

[3] Ensinando o que as pessoas querem aprender

infoprodutos 3

A partir da certeza de interesse ou dificuldade do seu público, ensine o que desejam aprender, de fato… e não somente aquilo que você deseja ensinar, do seu jeito.

Agora você já possui subsídios suficientes para falar a linguagem mais apropriada para seu público.

Um dois motivos para se fazer pesquisa é exatamente para verificar se o que você deseja ensinar possui demanda, ou seja, quantidade de pessoas interessadas e dispostas a pagar por esse conhecimento.

Muitos infoprodutores iniciantes se frustram por terem dedicado tempo, energia e dinheiro na criação de informação de qualidade, mas que desperta o interesse de pouquíssimas pessoas.

Portanto, a análise de mercado e dos concorrentes se mostra uma prioridade antes de decidir qual infoproduto elaborar, em qual plataforma e em qual formato.

Para avaliar se as pessoas desejam o produto e aumentar a quantidade de interessados, muitos oferecem uma espécie de experimentação.

Isso pode ser feito entregando parte do infoproduto para “degustação”, como um pequeno tutorial, ou o primeiro módulo de um treinamento interessante liberado para gerar interesse e mostrar o nível do seu conteúdo e produção.

Entregar um infoproduto com informação organizada, divertido, prático e extremamente relevante para seu público só vai aumentar o seu poder vendedor.

Quanto mais próximo do que as pessoas esperam você chegar, mais confiança é gerada e muito maiores as chances de conversão.

[4] Usar o marketing de conteúdo a seu favor

Entendendo cada vez mais o público, chega o momento de usar esses conhecimentos não apenas na criação do seu infoproduto, mas também na forma de divulgá-lo no mundo digital.

Atualmente, não adianta mais usar o antigo marketing tradicional, falando apenas dos benefícios e conteúdo do seu infoproduto.

Produzir conteúdos diferenciados e gerar relacionamento e conexão com seu público através do marketing de conteúdo pode transformar a jornada desses interessados no assunto, levando-os naturalmente até a compra do produto.

Para fazer isso, é fundamental entender e aplicar estratégias de SEO (Search Engine Optimization) para otimizar seus posts, textos e materiais gratuitos, visando torná-los facilmente localizados pelos mecanismos de busca, de forma totalmente orgânica.

Você pode produzir materiais nas mais diversas plataformas e formatos e distribuir gratuitamente para pessoas interessadas no assunto, demonstrando seu nível de conhecimento e como pode ajudá-las a solucionar dúvidas e problemas.

E mesmo para quem deseja (e pode) investir em aquisição de tráfego pago, um excelente conteúdo em anúncio, aula ou isca digital vai gerar muito mais leads e conversões do que um simples (e batido) anúncio comum, do tipo “compre esse curso porque sua vida vai mudar”.

Uma página de captura ou uma página de vendas bem feita, bem redigida e divulgada para as pessoas certas pode gerar altas taxas de conversão.  

O que importa é ser interessante para quem está buscando o assunto. Quanto mais conseguir despertar a atenção por gerar valor, maiores as chances de aceitação do seu infoproduto.

Para entender um pouco mais de marketing de conteúdo e como usá-lo a seu favor, acesse nosso artigo sobre o assunto clicando aqui.

[5] Monitore os resultados

infoprodutos 4

Você definiu o público, fez pesquisas, adequou seu infoproduto, usou o marketing de conteúdo e…vendeu!

Ao longo dessa jornada e logo após as vendas, algumas avaliações são extremamente necessárias para verificar se tudo está conforme esperado.

Algumas avaliações que podem ser feitas:

  • Quanto você vendeu em unidades?
  • Qual o lucro líquido?
  • Alcançou suas metas?
  • Caso não tenha alcançado, o que faltou?
  • Quais métricas avaliou ao longo do tempo?
  • Você sabe o motivo de muitas pessoas terem clicado no infoproduto e não concluíram a compra? (Se isso tiver acontecido…)

Responder a essas perguntas inclui aprender e evoluir no seu negócio, transformando seu infoproduto ou mudando a forma de divulgá-lo ou de atrair clientes.

Talvez o público-alvo não seja o certo, ou talvez o seu diferencial ainda não esteja tão interessante e competitivo.

Os resultados devem ser avaliados para entender e corrigir os erros, acertando a rota do seu negócio sempre buscando o aumento das vendas.

[6] Busque parcerias e terceirize o trabalho pesado

Talvez você possa estar pensando que implantar essas dicas é algo demorado e trabalhoso.

Mas a grande questão é que estamos falando de um negócio, de ampliar suas vendas de infoprodutos. Todo crescimento implica em algum investimento. Tal investimento pode ser de tempo, energia e, às vezes, financeiro também.

Por esse motivo, é extremamente interessante a busca de parcerias. Se conectar as pessoas que possam saber o que você não sabe, ou ter muita facilidade naquilo que você acha difícil. E vice-versa.

Em troca, você entrega seu conhecimento ou apoio em coisas fáceis para você.

É uma troca, do tipo ganha-ganha, para que ambos possam crescer e se fortalecer.

Use o poder do marketing de conteúdo para promover seus infoprodutos

infoprodutos 5

Como percebeu ao ler este artigo, o marketing digital é seu grande aliado na venda de infoprodutos.

Mas é preciso conhecer de perto as pessoas para as quais deseja vender. Não adianta tentar agradar a todos com um único produto.

Seu infoproduto deve atender um nicho específico, de pessoas específicas. Entenda suas necessidades e saberá falar a linguagem dessas pessoas e se aproximar delas com louvor.

Ao gerar relacionamento construtivo e de valor, vai conquistar mais e mais seguidores e fãs, que farão ampla divulgação dos seus infoprodutos de forma natural.

A venda é apenas o resultado de um marketing muito bem feito não para ludibriar as pessoas, mas sim para mostrar quem elas serão depois que tiverem acesso ao seu infoproduto.

Aplique essas dicas e comece a ampliar seu poder vendedor!

E se precisar de ajuda, conte conosco!

O trabalho pesado de planejar seu marketing e produzir conteúdos muito bem escritos, editados e persuasivos, que envolvam seu público e promovam o engajamento que você precisa para gerar mais e mais vendas, pode ser terceirizado para especialistas em copywriting.

E é isso que fazemos aqui na Marve.

Ficamos com a parte mais densa do trabalho de marketing de conteúdo, produzindo seus conteúdos com maestria, para que você possa se dedicar ao que mais gosta de fazer.

Assim você fica livre para criar seus infoprodutos ou estar mais perto dos seus clientes, da administração do seu negócio, ou até mesmo estudar mais sobre os assuntos do seu interesse.

Entre em contato conosco, e faça um orçamento para um plano de conteúdo totalmente personalizado para o seu negócio digital, e descubra como ficar mais livre e focado, com a certeza de resultado, por um valor que cabe no seu bolso.

Clique no link abaixo e mande uma mensagem agora, responderemos rapidamente.

➥ Quero orçar um plano de conteúdo para meus infoprodutos

Deixe uma resposta

Fechar Menu